Há quatro anos…

…a Andorinha colocava o primeiro graveto neste ninho. Desde então, foram muitos os que pousaram nos ramos. A todos, obrigada. Vou estar sempre de “asas abertas” para vos receber;)

Anúncios