“A chover e a fazer sol/estão as bruxas a comer pão mole”

Hoje acordei e senti-me pequena outra x. Com vontade de me esconder debaixo dos cobertores imaginários e com uma angústia no estômago. Os dias cinzentos fazem-me querer poder dizer, com voz dengosa, “mãe hoje posso não ir à escola?”. Só que hj, a voz da consciência deixou de ser loira e com enormes olhos azuis, para partir de mim e me fazer picar o ponto à hora exacta…