Passa-se o tempo…

Passa-se o tempo e os dias consomem-se sem darmos por isso. Muda-se de casa. Arruma-se a vida. Ganha-se  e perde-se. Momentos. Amigos. Sorrisos. Lágrimas. Vida. E vai tudo acontecendo sem que haja oportunidade para um registo. Adiam-se promessas. De letras aqui transcritas. Até ao momento que a password não passa quase de uma memória obscura. E a vontade se perde. Indefinidamente. Até hoje.

Por isso, digo apenas, OLÁ:)

3 thoughts on “Passa-se o tempo…

  1. Ora viva,

    No ano passado mudei-me para a Bélgica (Ghent) porque não me sentia profissionalmente estimulado em Tóquio e o exotismo oriental já não me saciava. No inicio a excitação e a aprendizagem são infinitas mas, com o correr do tempo, aquilo que inicialmente parecia estranho começa a fazer parte de nós, a rotina instala-se e a inquietação cresce. Decidi então zarpar e por mero acaso aportei na Flandres. A saga continua!

Os comentários estão fechados.