Valerá a pena…

continuarmos a calçar os sapatinhos de cristal e rodopiar, tda sorrisos,no salão de baile, ao sentirmos o virdro cortar-nos as entranhas?…