A felicidade, todos nós queremos a felicidade…

Um artigo da Única desta semana publicava um estudo sobre as razões de sermos mais, ou menos, felizes. A fórmula recentemente descoberta dizia que a felicidade resulta de predisposição genética, ambiente social e da nossa própria vontade (ou seja, do que fazemos para alcançá-la). Não sei se faço parte da fasquia da população cujo cortex cerebral pende mais para o pessimismo, mas fiquei a pensar no que me deixa feliz. Os amigos, o clã marquez, ver a minha sis do outro lado do ecrã, uma festa do meu cão, dormir até tarde, um elogio no trabalho, um good hair day, ver que as calças favoritas estão, subitamente, mais largas, um reencontro inesperado, uma fatia de cheesecake, um telefonema de quem n estava à espera, estar enroscada no sofá numa tarde de chuva, a vista da minha casa na Praia das Maçãs, a minha música favorita na rádio…ser feliz é isto. “São coisas pequenas, são”. E vocês? What makes u tick?

2 thoughts on “A felicidade, todos nós queremos a felicidade…

  1. – pisar folhas caídas e estaladiças no outono
    – apanhar sem querer uma música nostálgica na rádio
    – estar em casa de pijama enquanto lá fora chove a potes
    – ver um filme antigo ou de aventuras no dia de Natal
    – bolo de chocolate amargo
    – sapatos, sapatilhas, sapatos, sapatilhas (já disse sapatos?, e sapatilhas também?)
    – calças de ganga
    – poder usar camisa por fora todos os dias
    – passear no Honda Jazz da família
    – ajudar alguém quando essa pessoa menos espera
    – tirar fotografias
    – escrever pensamentos enquanto ando de Metro ou autocarro

    e the big ones
    – a família
    – ter o filhote nos braços
    – ver o filhote soltar uma gargalhada
    – os amigos
    – as jantaradas e grandes conversas com os amigos
    – o meu Mike

Os comentários estão fechados.