Haiku do dia

Quem vai de ténis para o trabalho

passa a vergonha de assim ir calçado

para uma reunião no ministério.

9 thoughts on “Haiku do dia

  1. Passa nada vergonha, é um ser diferente é ser rebelde com personalidade forte😉 … só isso. Porque temos que ser todos iguais?

  2. Ui! Não havia por ali um buraquito pra enfiar rapidamente? Faz de conta que é da moda! Qualquer dia começamos a vê-los todos de ténizito na assembleia!

  3. Qual é a vergonha de ir de ténis para o trabalho? Não anda por aí gente estúpida de fatinho? Aqui na Bélgica vai tudo vestido normalmente, o que conta é o trabalho desempenhado, aqui não há essa mentalidade tacanha de se ir trabalhar de fato. Já trabalhei nos escritórios centrais do maior banco flamengo, KBC, em que no verão os homens íam trabalhar de calções, t-shirt e sandálias. Ai Portugal Portugal…..

  4. “Em Roma sê Romano”…”what you se is what you get”…”não há 1 2ª oportunidade para causar 1 1ª boa impressao” ..e podia continuae…Amiga, plo sim plo nao leva p trabalho 1 parzito de botas/sapatos just in case…Assim ficas com o melhor de 2 mundos. Qm disse q n da p agradadr a Deus e ao diabo? hihiihi…Só te dou boas ideias!😀

  5. Sim, a avaliação do desempenho de uma pessoa ainda começa pelo modo como a pessoa se veste…😦

    Mas também o casual friday e o casual summer dos bancos são coisinhas muito muito tristes!

  6. Subscrevo cada palavra do comentário da anageorge! lol😀
    E n é q de repente tive tive uma coisa “mtoo visual”?? ..Senhor eleitor, e se de repente vcê visse o nosso o Socrates na tv em calçoes e sandãlias a dizer politiquisses??? Ainda lhe dava alguma credibilidade?hihih…
    Sinha, miga, esta é a parte em q fazes 1 rima sobre o teu pp post e comentarios ,lol…

  7. Nunca pensei q a “discussão” ficasse tão acesa. Eu esclareço. N tenho vergonha nenhuma de ir de ténis para o trabalho. Aliás, na entrevista na agência fui de ténis, calças de ganga e blazer…a questão é q fui de ténis para UM MINISTÈRIO! E aí n há nada a fazer, impera o fatinho e belo do sapatélio a acompanhar, sem margem para desvios:(

Os comentários estão fechados.