É mais forte do que eu…

…prometi que n ia ceder à tentação. Que desta é que era. Que os blogues dão trabalho. Que não tinha tempo para alimentar a sua alma gananciosa. Que devassam a nossa vida. São ingratos. Como uma amante caprichosa. E que este era o ponto final. Seco. Sem despedidas. E olhar para trás. Mas sou uma fraca, e heis-me de volta a estas páginas. Vencida. Mas feliz:)

 

Por uma boa ca(u)sa

Preencher o IRS é, talvez, uma das obrigações que mais me desagradam. Mas, este ano,  pode tornar-se, também, um acto de dar (sem ser apenas aos cofres do estado:P).

Sem qualquer custo acrescido, é possível doar 0,5% à Fundação Infantil Ronald McDonald (FIRM) e ajudar as crianças da Casa Ronald McDonald de Lisboa, bem como contribuir para a construção da segunda Casa Ronald McDonald nacional, que irá prestar apoio às crianças em tratamento prolongado no Hospital São João do Porto.

Basta colocar, no Anexo H (Benefícios Fiscais e Deduções) do Modelo 3, o número de contribuinte 504 916 904 da FIRM e ajudar a construir sorrisos.

Abra as portas a esta ideia e declare a sua vontade de ajudar.

Ainda a tentar decidir…

…se acho cutchy cutchy ou n ;)

Das vantagens do frio#2:

Ver os lisboetas ataviados como s fossem descer uma pista d ski.

Do que me faz vergonha de ser humana…

Há muitas coisas que me fazem ter vergonha da nossa espécie. Os maus tratos são uma delas. Seja a quem for. E é de uma especial cobardia quando são impostos a quem não se pode defender. Como os animais. Por isso mesmo, peço que vejam este vídeo até ao fim e pensem duas vezes antes de optar por pagar menos…porque há SMP quem pague por nós:

O dia 23 de Janeiro foi-se…

e a abstenção foi mais de metade. A vitória deu-se na primeira volta. E o país continua o mesmo. Sem nos darem Cavaco. Mas com direito a update sobre o estado de saúde do PR. Mal posso esperar pelos próximos anos…

David Bowie: Changes

Das vantagens do frio:

N há insónia que resista ao poder dos cobertores;)

créditos: Lapsura